Sabemos que o interior de São Paulo é uma das regiões mais ricas do nosso país, com importantes instituições de ensino e indústrias, mas e quando analisamos o contexto de startups, como será que estamos?

Região demográfica

O interior paulista é uma referência à região que abrange todo o estado de São Paulo exceto a Região Metropolitana de São Paulo e o litoral paulista.

Dentre as cidades mais populosas da região temos Campinas, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Sorocaba, São José do Rio Preto, Jundiaí, Piracicaba, Bauru, Franca e Taubaté, que somadas possuem mais de 5 milhões de habitantes.

Comunidades em formação

De acordo com a radiografia realizada pela ABStartups e Accenture, 73% das startups mapeadas estão nas 10 maiores comunidades do Brasil. Isso nos mostra a força que uma comunidade bem estruturada tem para gerar e tracionar novos negócios.

É por conta deste e de outros motivos que nasceu o Sandwich Valley, uma iniciativa que temos trabalhado para ajudar na formação de uma boa comunidade em Bauru, que fomente assuntos relacionados a empreendedorismo, startups e inovação, e conecte todos os agentes do nosso ecossistema local.

E essas comunidades também estão se formando em outros lugares. Segundo um levantamento realizado pelo João Kepler, foram identificadas 43 comunidades espalhadas pelo Brasil, estando 4 delas aqui no interior: Campinas Tech, Onovolab, Mover e a nossa Sandwich Valley.

Recentemente, um outro levantamento colaborativo foi anunciado pela ABStartups e já aponta mais outras 3 comunidades no interior, em São José dos Campos, Sorocaba e Barretos.

E eu não tenho dúvidas de que este número vai crescer ainda mais ao longo de 2019.

Um sinal disso é que em 2018 já tivemos 15 eventos de Startup Weekend em diversas cidades do interior: Bauru, Birigui, Presidente Prudente, São Carlos, Matão, Campinas, Guaratinguetá, França, Jaboticabal, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Campinas, Araçatuba, Presidente Epitácio e Limeira. E para terem uma ideia da proporção, o Brasil já é a região com mais SWs do mundo, realizando 130 eventos no ano passado.

As startups do interior

Analisando a StartupBase, base de dados da ABStartups que mapeia o ecossistema brasileiro de startups, podemos extrair algumas informações interessantes.

Já são 634 startups distribuídas em 95 cidades. Dessas, 128 são de Campinas.

Compilei alguns dados na imagem abaixo:

Importante: esta análise foi realizada no dia 17/01/2019 e reportou exatamente os dados presentes na StartupBase na data em questão. Como devem ter percebido, o número total de cadastros não está refletido nos números das análises de segmentação porque nem todos registros estão completos. Inclusive, se você tem uma startup ou conhece alguém que tenha, acesse lá o site StartupBase e aproveite para atualizar o seu cadastro! 🙂

Como podemos ver, esse mercado vem se desenvolvendo e ainda tem muito para evoluir, mas aos poucos já temos ótimos cases surgindo e se consolidando, como:

  • Em Campinas: Movile, Quinto Andar, Superlógica…
  • Em São José dos Campos: Quero Educação, Justto, Guichê Virtual…
  • Em Ribeirão Preto: Beblue, iClinic…
  • Em Araraquara: Academia PME…
  • Em Bauru: LAHAR, Salus, Protarefa…

E esses são apenas alguns exemplos! Diferentes segmentos, diferentes modelos de negócio, diferentes estágios, mas todas nascendo no interior e ganhando o Brasil e o mundo com suas soluções inovadoras.

Vamos em frente! Tudo isso é só o começo.

Este post saiu primeiramente no Startupi: https://startupi.com.br/2019/01/um-pouco-do-cenario-de-startups-do-interior-de-sao-paulo/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *